Valdir Matias Jr. falou da importância das lideranças políticas da região se unirem para ampliar o número de representantes na Assembleia Legislativa do Estado e Câmara dos Deputado

Durante a última sessão ordinária da semana, realizada pela Câmara de Vereadores de Santarém, na quarta-feira (23), utilizando o tempo de bancada, o vereador Valdir Matias Jr. subiu à tribuna da Casa para chamar a atenção de seus pares sobre a importância de se conscientizar tanto os eleitores quanto às próprias lideranças políticas da região para a necessidade do aumento do número de representantes na Assembleia Legislativa do Estado (Alepa) e também na Câmara dos Deputados. Em sua fala, o líder do PV lembrou que muitas das cobranças feitas pelos moradores recaem sobre os parlamentares e que estes, por sua vez, têm autonomia política para defender os interesses da coletividade apenas na esfera local. “Sem representantes na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional, nós sempre vamos sofrer com o aumento, por exemplo, da energia, devido o ICMS alto, dos combustíveis, por causa dos impostos altos. Portanto, é importante que neste período que antecede ao pleito eleitoral, para a escolha dos futuros deputados estaduais e federais, nossas lideranças se unam e se conscientizem dessa importância em aumentar a quantidade e a qualidade dos nossos futuros representantes”, destacou Valdir Matias Jr.

O vereador ressaltou que é responsabilidade dos membros do Poder Legislativo e da sociedade civil organizada disseminar a mensagem aos eleitores para que escolham representantes da região, que possam defender os interesses dos municípios do Oeste do Pará.

Valdir Matias Jr., lembrou que de Santarém, nas próximas eleições, já têm vários nomes de pré-candidatos aos cargos de deputado estadual e deputado federal, inclusive alguns vereadores que estão se articulando para apresentar suas propostas à população. “Temos que acompanhar o cenário político nacional, essas mudanças que acabam prejudicando a nossa gente que não tem voz em Belém e no Congresso Nacional. Precisamos fortalecer nossa representatividade política para que nossos direitos como cidadãos sejam também reconhecidos”, finalizou.