O vereador Valdir Matias em pronunciamento na tribuna da Câmara, durante a sessão desta quarta-feira (11), fez menção à sessão de terça-feira (10), que tratou da doação de órgãos e tecidos. Ele parabenizou o vereador Rogélio Cebuliski, autor da matéria, que conduziu os trabalhos e pelo conteúdo dos esclarecimentos acerca da importância de se falar sobre a doação de órgãos. Este mês é realizada a campanha Setembro Verde, que faz alusão ao Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos, comemorado no dia 27 de setembro.

O líder do PV, reforçou a importância de se discutir políticas públicas que facilitem a doação de órgãos. “Um rim que é doado, salva duas pessoas. Salva a pessoa que recebeu o rim e abre uma vaga na máquina de hemodiálise para uma pessoa que está precisando fazer a transfusão de sangue. A Câmara fez o seu papel em promover o debate, que contou com a presença de representantes da área da saúde dos hospitais Municipal e Regional, da Sespa, Semsa, médicos nefrologistas, associações que lutam pela doação de órgãos, universidades, todos envolvidos na busca pela conscientização das pessoas da importância da doação voluntária”, destacou.

Segundo ele, uma das demandas cobradas na sessão foi do funcionamento da agência transfusional dentro do Hospital Municipal de Santarém. “O Hemopa já doou os equipamentos há mais de dois anos, a OS ficou de instalar esse departamento para que as pessoas possam utilizar o sangue que está no banco de sangue do HMS, sem ser preciso recorrer ao Hemopa, num processo que é demorado hoje. Outra demanda é sobre a criação de uma norma estadual que permite que o perito do IML possa ir dentro do hospital realizar a perícia para que a doação de órgão ocorra com maior celeridade. O deputado estadual Fábio Freitas (PSB) prestigiou a sessão e foi pedida essa legislação estadual”, finalizou.