A Câmara de Vereadores de Santarém, no oeste do Pará, aprovou por unanimidade, o Projeto de Lei que institui no calendário oficial do município, a Semana de Campanha Educativa 'Alerta Juventude' em todas as escolas de Santarém. A proposta, de autoria do vereador Valdir Matias Jr. (PV), tem como alvo, os estudantes dos estabelecimentos de ensino da cidade. A campanha será realizada sempre na última semana do mês de agosto. De acordo com o autor da matéria, o objetivo da campanha é promover a prevenção e o combate à gravidez precoce, prostituição infantil, AIDS, violência, tabagismo e drogas no ambiente escolar, em parceria com os demais órgãos que compõem a rede de proteção a crianças e jovens. O PL recebeu uma emenda aditiva do vereador Alysson Pontes, melhorando o texto do artigo 1º da Lei.

O projeto recebeu pareceres favoráveis das Comissões de Educação e de Constituição e Justiça da Casa.

Conforme justificou o autor da proposta, serão convidados a participar da campanha, representantes de todas as instituições governamentais e não-governamentais de áreas afins, os meios de comunicação, a classe médica, funcionários de saúde, educadores, agentes de segurança, desportistas e religiosos.

Para Valdir Matias Jr., a promoção desta campanha é um passo importante na prevenção à gravidez precoce, à prostituição e, principalmente, às drogas. Uma forma de agir em diversas frentes na tentativa de garantir a integridade das crianças e jovens no ambiente escolar. Segundo ele, durante a Semana de Campanha Educativa 'Alerta Juventude', a lei procura estimular em todas as unidades de ensino do município, palestras, seminários e eventos que orientem estudantes, pais e professores sobre temas relevantes para a juventude.

A lei foi apresentada pelo parlamentar logo depois da tragédia ocorrida em uma escola em Suzano (SP), em março deste ano, quando um adolescente e um homem encapuzados mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio.